Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej <p>A Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo (REBEJ) é uma publicação científica da Associação Brasileira de Ensino em Jornalismo (ABEJ) (www.abejor.org.br/). O periódico é editado em formato digital semestralmente desde 2007. No sistema Qualis a REBEJ está classificada como B3 na área de Comunicação e Informação.</p> <p>A REBEJ prioriza a difusão de conhecimentos produzidos por professores, pesquisadores e cursos de Jornalismo. A cada edição, a REBEJ se propõe a reunir textos, por afinidade temática, destinados às seções de artigos, comunicações e recensões, visando divulgar e promover perspectivas críticas fundamentadas em áreas interdisciplinares do ensino de Jornalismo, tais como Jornalismo e Educação, Jornalismo e Políticas Públicas, Jornalismo e Tecnologias ou Jornalismo e Linguagem.</p> <p>As submissões devem ser realizadas pelo sistema, mediante cadastro, seguindo as "Diretrizes para autores". A seleção de trabalhos a serem publicados em cada edição é realizada por pares sem a identificação do autor.</p> Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo (ABEJ) pt-BR Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo 1981-4542 <p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</p> <p>a. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a&nbsp;<a href="http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/" target="_new">Licença Creative Commons Attribution</a>&nbsp;que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>b. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>c. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja&nbsp;<a href="http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html" target="_new">O Efeito do Acesso Livre</a>).</p> Sumário http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/26 admin Name_Meio admin ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 Apresentação http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/13 admin Name_Meio admin ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 1 2 Ensino com prática em jornalismo: a experiência de três laboratórios da PUC-Rio http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/14 <p>O objetivo deste artigo é re-fletir sobre as três experiên-cias desenvolvidas no curso de graduação em Jornalismo na PUC-Rio: o Projeto Comu-nicar, a revista Eclética e o Portal PUC-Rio Digital. Desde 1987, o Departamento de Comunicação oferece a opor-tunidade da prática jornalísti-ca dentro da Universidade para o estudante, sob a supervisão do corpo docente da área. Quais são as caracterís-ticas que singularizam esses laboratórios de ensino-aprendizagem? Quais as contribuições dessas experiências tanto para a formação do profissional do campo do jornalismo quanto para a própria Universidade? São essas as questões que norteiam este trabalho.</p> Leonel Azevedo de Aguiar Felipe Gomberg Bruna Aucar ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 3 13 A contribuição da extensão para a formação integral do discente e valorização de identidades locais http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/15 <p>Analisa algumas experiências em projetos de extensão desenvolvidos no curso de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins e vinculados a disciplinas por meio da observação participante e da análise documental. As experiências apontam para a atuação do ensino em jornalismo por um lado em uma dimensão sociocultural, que insere o contexto social do lugar e, com isso, pode promover uma experiência mais holística e comprometida com a realidade do estudante em sua formação como Jornalista; e, por outro, uma didática, efetivada nas múltiplas estratégias de ensino-aprendizagem que as atividades de ensino-extensão proporcionam. Tais experiências evidenciam a busca pela revitalização da função social do jornalismo e demonstram a proximidade desta área com a extensão universitária, a qual também se configura como espaço de <em>feedback</em> para a sociedade.</p> Verônica D. Meneses Fábio D'Abadia de Sousa Wolfgang Teske ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 14 25 Formação em Jornalismo e questões de Gênero: Práticas de ensino, pesquisa e extensão nos cursos de Curitiba e Ponta Grossa/PR http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/16 <p>A partir de pesquisa realizada junto aos cursos de Jornalismo de Curitiba e Ponta Grossa/PR sobre o tratamento das questões de gênero na formação profissional, o artigo discute a temática de gênero sob a luz das Novas Diretrizes Curriculares de 2013, que norteiam os projetos pedagógicos das instituições. Um retrato das práticas de ensino, pesquisa e extensão, resultante de questionários aplicados a coordenadores(as) e professores(as) de cursos de sete instituições (Universidade Federal do Paraná, Universidade Positivo, Grupo Educacional OPET, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Centro Universitário Autônomo do Brasil, Universidade Estadual de Ponta Grossa e Faculdades Secal), é apresentado para debater a importância do tema na formação em Jornalismo.</p> Bruna Aparecida Camargo Karina Janz Woitowicz ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 26 46 Ensino de jornalismo no século XXI: mudanças curriculares e novos cenários de aprendizagem hipertextual http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/17 <p>O presente estudo, parte da investigação de dissertação em curso, investiga as contribuições do hipertexto na formação do jornalista do século XXI. Na fase de construção do enquadramento teórico e documental, estudam-se os impactos das tecnologias no processo que vai da apuração até o consumo da notícia. O artigo reflete sobre as mudanças ocorridas na formação acadêmica do jornalista frente às novas tendências do mundo do trabalho, cada vez mais em busca de profissionais multimídias. Para tal fim, surge a possibilidade de inserir o hipertexto como metodologia pedagógica para que os alunos possam lidar com a variedade/quantidade de informações que circulam na <em>internet</em>. Percebe-se, assim, a necessidade do desenvolvimento de competências jornalísticas para filtrar, analisar e interpretar as informações disponibilizadas na <em>web</em>, podendo ser potencializadas a partir do emprego do hipertexto.</p> Jean Carlos da Silva Monteiro Sannya Fernanda Nunes Rodrigues ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 43 57 As novas Diretrizes Curriculares Nacionais e a formação do jornalista para a cidadania http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/18 <p>Este artigo analisa como os cursos de graduação em Jornalismo no Brasil têm incorporado a formação para a cidadania preconizada nas novas Diretrizes Curriculares Nacionais. Para isso, realizou-se uma pesquisa exploratória com base nos Projetos Pedagógicos de Curso de 28 universidades públicas, identificando-se as estratégias adotadas em cada Instituição de Ensino Superior para formar jornalistas como agentes da cidadania; e isso tendo em vista as mudanças no papel do jornalista mediante seus desafios atuais, os quais transcendem a ética da profissão e colocam o acesso à informação e a comunicação como direitos sociais.</p> Jessica Bazzo Claudomilson Braga ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 58 71 Investigações de Doutorado sobre rádio e radiojornalismo no Sul do Brasil no quadriênio 2013-2017 http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/19 <p>O presente estudo pretende investigar o estado da arte das pesquisas de doutorado cujo tema seja rádio e radiojornalismo nos Programas de Pós-Graduação em Comunicação/Jornalismo nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, no quadriênio 2013-2017. Para tanto, foi realizado um mapeamento das teses que abordem rádio e radiojornalismo defendidas nos Programas de Doutorado mencionados no quadriênio por meio da verificação nos bancos de teses dos <em>sites</em> de cada programa. Do total de 248 teses produzidas na área durante o quadriênio no Sul do Brasil, sete eram sobre rádio e três delas tratavam sobre radiojornalismo. Além disso, observa-se que as metodologias utilizadas são qualitativas, mesclando técnicas de pesquisa diferentes.</p> Lidia Paula Trentin Mônica Cristine Fort ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 72 86 Jornal pelo WhatsApp: o papel do aplicativo na rotina produtiva do Correio Popular http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/20 <p>Esta pesquisa tem por finalidade entender como o WhatsApp interfere na rotina produtiva do jornal Correio Popular, o primeiro e único jornal de Imperatriz (MA) a ser distribuído pela ferramenta. Para atender aos objetivos, o estudo incluiu três etapas: apreciação do dia a dia na redação, condução de entrevistas e observação participante. Com base nos preceitos da etnografia, a inserção dos pesquisadores ocorreu entre os meses de outubro e novembro de 2017. O roteiro de observações foi guiado por dois pilares temáticos: a distribuição e a rotina de trabalho. Conclusivamente os resultados mostram que o aplicativo tem ressignificado alguns métodos tradicionais de apuração e de divulgação dos fatos.</p> Lucas Santiago Arraes Reino Thaísa Bueno Matheus Lopes Thaynara Leite ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 87 107 Operação Lava Jato: estratégias discursivas acionadas pelos campos jurídico e jornalístico http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/21 <p>Este artigo analisa as estratégias discursivas dos campos jurídico e jornalístico na operação Lava Jato. O corpus de análise é composto pelas matérias publicadas pelos jornais O Globo e Folha de S.Paulo sobre a divulgação, em 17 de maio de 2017, da existência de uma gravação que incriminava o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, além das notícias divulgadas sobre o assunto pela assessoria de comunicação do Ministério Público Federal. Foi utilizada a perspectiva teórico-metodo-lógica da argumentação (BRETON, 2003) e a Análise de Cobertura Jornalística (SILVA e MAIA, 2011a, 2011b). Observou-se que a estratégia mais frequente foi a de autoridade, reforçando a noção de legitimação.</p> Rejane de Oliveira Pozobon Kauane Andressa Müller ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2018-12-27 2018-12-27 8 23 108 121 Debilidades e lacunas na formação para pesquisa nas graduações em Comunicação e Jornalismo: estudo comparativo entre Portugal e Brasil http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/22 <p>O presente artigo é parte de uma pesquisa em curso que tem como objetivo analisar os encaminhamentos processuais e metodológicos na produção de monografias nos cursos de Jornalismo e Ciências da Comunicação em universidades brasileiras e portuguesas. As diferenças entre as estruturas curriculares de quatro instituições, de ambos países, serão apresentadas, apontando para a inserção de disciplinas relativas a preparação para a pesquisa nos cursos de graduação. O comparativo, porém, indica uma lacuna na formação de pesquisadores na área da Comunicação Social no âmbito da graduação.</p> Patricia Weber Jorge Pedro Sousa ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 122 138 Uma aula de jornalismo http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/24 <p>Esta resenha é sobre o livro “Jornalismo e Emancipação - uma prática jornalística baseada em Paulo Freire” (Appris, 2017) do professor e pesquisador da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, Dennis de Oliveira. A obra retrata a influência do pensamento freireano, bem como de outros intelectuais, especialmente Oscar Jara Holliday e Zygmunt Bauman, sobre o atual jornalismo praticado no Brasil. A análise possibilita um debate sobre a formação e a profissão do comunicador, incluindo a dos professores universitários.</p> Luciano Victor Barros Maluly ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23 139 142 Expediente http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej/article/view/25 <p>EQUIPE EDITORIAL</p> <p>EDITORA: Dra. Maria Elisabete Antonioli</p> <p>EDITOR ADJUNTO: Dr. Marcelo Engel Bronosky</p> <p>EDITOR GERENTE: Dr. Guilherme Carvalho</p> <p>&nbsp;</p> <p>CONSELHO EDITORIAL</p> <p>Dr. Gerson Luiz Martins (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)</p> <p>Dr. Jorge Pedro Sousa (Universidade Fernando Pessoa, Portugal)</p> <p>Dr. Juliano Maurício de Carvalho (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho)</p> <p>Dra. Maria do Socorro Furtado Veloso (Universidade Federal do Rio Grande do Norte)</p> <p>Dr. Rogério Eduardo Rodrigues Bazi (Pontifícia Universidade Católica de Campinas)</p> <p>Dra. Sandra de Fátima Batista de Deus (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)</p> <p>Dr. Sérgio Luiz Gadini (Universidade Estadual de Ponta Grossa)</p> <p>&nbsp;</p> <p>CONSELHO CONSULTIVO</p> <p>Dr. Alfredo Eurico Vizeu Pereira Junior (Universidade Federal do Pernambuco)&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dr. Allysson Viana Martins (Universidade Federal da Bahia)</p> <p>Dr. Alvaro Fraga Moreira Benevenuto Jr (Universidade de Caxias do Sul)</p> <p>Dra. Alzimar Rodrigues Ramalho (Universidade de Brasília)</p> <p>Dr. Carlos Felimer Del Valle (Universidad de La Frontera, Chile)&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dra. Cristiane Henriques Costa (Universidade Federal do Rio de Janeiro)&nbsp;</p> <p>Dra. Cristina Schmidt (Universidade de Moisés das Cruzes)</p> <p>Dr. Eduardo Meditsch, UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)</p> <p>Dra. Elias Machado (Universidade Federal de Santa Catarina)&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dr. Emerson Urizzi Cervi (Universidade Federal do Paraná)</p> <p>Dr. João Canavilhas (Universidade da Beira Interior, Portugal)</p> <p>Dr. João José Figueira (Universidade de Coimbra, Portugal)&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dr. Joaquim Sucena Lannes (Universidade Federal de Viçosa)&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dr. Jorge Arlan de Oliveira Pereira (Universidade Federal de Santa Maria)</p> <p>Dra. Karina Gomes Barbosa (Universidade Federal de Ouro Preto)</p> <p>Dra. Laura Seligman (Universidade do Vale do Itajaí)</p> <p>Dra. Lilian Saback de Sá Moraes (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro)</p> <p>Dr. Marcelo Marques Araújo (Universidade Federal de Uberlândia)</p> <p>Dr. Marcelo Träsel (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dra. Maria do Socorro Furtado Veloso (Universidade Federal do Rio Grande do Norte)&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dra. Maria Inês Amarante (Universidade Federal da Integração Latino-Americana)&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dra. Mirna Tonus (Universidade Federal de Uberlândia)</p> <p>Dr. Orlando Mauricio de Carvalho Berti (Universidade Estadual do Piauí)</p> <p>Dra. Patrícia Maurício (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro)</p> <p>Dra. Renata Marcelle Lara (Universidade Estadual de Maringá)&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dra. Renata Rezende (Universidade Federal Fluminense)&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>Dra. Zulmira Silva Nóbrega (Universidade Federal da Paraíba)&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> <p>PARECERISTAS DESTA EDIÇÃO</p> <p>Dra. Alessandra Brasileiro (Universidade Federal de São João del Rei)</p> <p>Dr. Alvaro Benevenuto JrB (Universidade de Caxias do Sul)</p> <p>Dra. Alzimar Ramalho (Universidade de Brasília)</p> <p>Dra. Denise Stacheski (Universidade Tuiuti do Paraná)</p> <p>Dr. Felipe Pontes (Universidade Estadual e Ponta Grossa)</p> <p>Dra. Flávia Souza (Universidade Federal Fluminense)</p> <p>Dr. Francisco Porto Junior (Universidade Federal do Tocantins)</p> <p>Dr. Gerson Martins (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul)</p> <p>Dr. João Figueira (Universidade de Coimbra)</p> <p>Dra. Karina Gomes Barbosa (Universidade Federal de Ouro Preto)</p> <p>Dra. Karina Woitowicz (Universidade Estadual e Ponta Grossa)</p> <p>Dr. Leonel Aguiar (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro)</p> <p>Dra. Lilian Moraes (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro)</p> <p>Dra. Liana Rocha (Universidade Federal do Tocantins)</p> <p>Dra. Lorena Caminhas (Universidade Estadual de Campinas)</p> <p>Dr. Lucas Durr Missau (Universidade Federal de Santa Maria-RS)</p> <p>Dr. Luiz Oliveira (Universidade Federal de São João del-Rei)</p> <p>Dr. Marcelo Bronosky (Universidade Estadual e Ponta Grossa)</p> <p>Dr. Marcelo Gomes (Universidade Federal do Rio Grande do Norte)</p> <p>Dra. Maria Antonioli (Escola Superior de Propaganda e Marketing)</p> <p>Dra. Marina Souza (Universidade Presidente Antônio Carlos)</p> <p>Dra. Marluce Zacariotti (Universidade Federal do Tocantins)</p> <p>Dr. Orlando Bertir (Universidade Estadual do Piauí)</p> <p>Dra. Paula Rocha (Universidade Estadual de Ponta Grossa)</p> <p>Dra. Patrícia Maurício (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro)</p> <p>Dra. Patricia Weber (Universidade Fernando Pessoa)</p> <p>Dra. Renata Rezende (Universidade Federal Fluminense)</p> <p>Dr. Roberto Oliveira (Faculdades Integradas de Taquara/RS)</p> <p>Dr. Rogério Bazi (Pontifícia Universidade Católica de Campinas)</p> <p>Dr. Ruben Holdorf (Centro Universitário Adventista de São Paulo)</p> <p>Dr. Sérgio Gadini (Universidade Estadual de Ponta Grossa)</p> <p>Dra. Soraya Ferreira (Universidade Estácio de Sá)</p> <p>Dr. Tiago Franklin Rodrigues Lucena (Centro Universitário de Maringá)</p> Equipe Editorial ##submission.copyrightStatement## 2018-12-27 2018-12-27 8 23